China. Avanço do capital e revolta na nova fábrica do mundo

por Ralf Ruckus e Timo Bartholl (outubro 2014)


China-Ruckus-Bartholl-coverEste livro é fruto de uma parceria entre o coletivo gongchao.org e as editoras Consequência (Rio de Janeiro) e Edições Antipáticas (Lisboa). Com esta coletânea organizada por Ralf Ruckus e Timo Bartholl e possível graças ao esforço coletivo de tradutores voluntários do Portugal e do
Brasil.

* Sumário do livro

* Prólogo: Da China ao Brasil, o mundo está em luta (Timo Bartholl)

* Prefácio: China: avanço do capital e revolta na nova fábrica do mundo (Ralf Ruckus)

* Capítulo 9: O beco sem saída da esquerda versus crítica destrutiva (Amigos de Gongchao)

* Os autores do livro


“A dinâmica do avanço do capital na China tange e envolve centenas de milhões de chineses e é de tamanha força e dimensão que, mesmo olhando de um país de dimensões continentais como o Brasil, é difícil de se imaginar. Uma dinâmica que condiciona lutas cuja alta intensidade parece ser diametral à sua de visibilidade internacional. Um regime autoritário que controla os meios de comunicação nacionais e conta com a colaboração da mídia corporativista internacional não vê com bons olhos quando as contradições e as revoltas da China das reformas ganham visibilidade, seja dentro ou fora da China. É contra esta correnteza que se propõe a nadar o coletivo gongchao, buscando espalhar informações e análises críticas de uma realidade de luta que tão pouco sabemos, e tanto precisamos conhecer. Os textos e as análises do coletivo trazem narrativas e análises a partir da perspectiva da realidade vivida das classes populares e das trabalhadoras e trabalhadores chineses, cujas vidas no novo coração do capitalismo globalizado sustentam as suas batidas que cada vez mais nutrem as artérias do mundo com bens de consumo produzidos em relações de super-exploração de sua mão de obra.” (Prólogo)